Clínica FGO - Mantenha a forma na gravidez

Você sabe se o seu peso está dentro dos limites normais?




O objetivo da medida do peso durante a gravidez é identificar as gestantes com problemas nutricionais, ou seja, aquelas abaixo do peso ideal no início da gestação ou que estão ganhando muito pouco peso ou ainda, aquelas muito acima do peso ideal no início da gestação ou que estão ganhando peso acima do normal.
Resultados pré-natais ruins têm sido relacionados com peso materno insuficiente antes da gravidez, baixa estatura da mãe e aumento de peso insuficiente ou excessivo durante o transcorrer da gravidez.

A variação normal de peso durante uma gestação única oscila entre 6 - 16 kg ao final da gestação. O ideal seria ganhar entre 9 e 12 kg no total. Isso corresponde mais ou menos a um ganho de peso semanal de cerca de 400 g no 2º trimestre e 300 g no 3º trimestre. O aumento máximo de peso ocorre entre 12 e 24 semanas (ou seja, entre o 4º e o 6º mês).

Como medir o peso?

Na sua primeira consulta devem ser medidos o peso e a altura. Recomenda-se balanças com pesos (não digitais), pois podem ser calibradas regularmente.

A gestante deverá estar em pé, descalça e com roupas leves, com os calcanhares juntos o mais próximo possível da haste vertical da balança, erguida, com os ombros para trás e olhando para frente.

Há várias formas de você saber se o seu peso é adequado no início da gravidez e se o ganho de peso está normal.
1) Se você conhece o seu peso antes do início da gravidez é só acompanhar a curva pelo gráfico abaixo:



Para cada idade gestacional em semanas (a partir de 12 até 40 semanas) há um determinado valor correspondente de ganho de peso; e nesse mesmo gráfico você pode saber se o aumento de peso é adequado.

Se o seu aumento de peso ficar acima do máximo ou abaixo do mínimo você deverá submeter-se a uma orientação nutricional.

2) Há outras maneiras de se determinar o peso ideal durante a gestação. As contribuições para o aumento de peso são originadas do seu próprio corpo ( depósitos de gordura, aumento do volume de sangue, do útero e das mamas ) e da placenta, do líquido amniótico e do feto. Essas orientações, bem como, com quanto contribui cada um dos fatores de aumento de peso citados acima, é dada pelo Curso para Gestantes, oferecido pelo Clínica FGO.

Imagine que uma gestante "comilona" está com 16 semanas de gestação e nesse período já engordou 10 kg. O que está acontecendo com ela?

Resposta: se você olhar o gráfico de ganho de peso vai observar que no ponto 16 a curva máximo de peso cruza um valor aproximado de 5,5 kg e a curva mínimo de peso cruza um valor de 2 kg. O máximo que uma grávida normal deveria ter ganho até então deveria variar entre 2 e 5,5 kg. Portanto, essa gestante vai ficar muito "gordinha" se não passar por uma URGENTE orientação nutricional.

Imagine agora o contrário. Uma gestante que não gosta de se alimentar bem ou teve os vômitos excessivos da gravidez e chegou a 20 semanas de gestação tendo engordado apenas 1 kg. O que está acontecendo com ela?

Resposta: olhando o gráfico você vai perceber que no ponto 20 o ganho de peso teria que ser no mínimo cerca de 3,5 kg e no máximo 8 kg. A curva muito baixo cruza o valor de cerca de 2 kg. Se ela ganhou apenas 1 kg necessita orientação e tratamento nutricional URGENTE.

Imagine uma terceira situação. Uma grávida está com 36 semanas de gestação. Sua altura é 159 cm e ela está pesando agora 80 kg. Está gordinha? Está magrinha? Ou seu peso é adequado para a idade gestacional?

Resposta: se você consultar a tabela de pesos de acordo com a altura e a idade gestacional em semanas, vai observar que 159 cm cai na coluna 158/160 e na linha onde está o número 36, o mínimo para o peso é 60.4 e o máximo 71.2 kg. Portanto o peso dessa grávida deveria estar entre 60.4 e 71.2 kg. Se ela está com 80 kg = GORDINHA. Na verdade ela está com o peso de uma grávida de 36 semanas com 172 cm de altura, ou seja esse seria o peso ideal para uma grávida mais alta. "Tá muito gordinha mesmo, heim??!!"

Imagine uma quarta situação. Essa mesma grávida pesando na 36ª semana de gravidez 50 kg.

Resposta: "Tá muito magrinha!!!!!!". Nesses casos, em geral, há subnutrição, e o bebê corre grande risco de ter o seu crescimento retardado, pois é possível que essa gestante não tenha ganho peso durante a gestação. Melhor dizendo, é certo que ela não chegou a ganhar 5 kg. Na verdade detectar essa alteração só com 36 semanas já pode ser muito tarde para tomar as providências nutricionais adequadas para ela. Por isso é importante fazer o PRÉ-NATAL. O procedimento da medida do peso é de extrema importância ( saiba como é o pré-natal e quais são os tipos de acompanhamentos).

OBS: existem raros casos em que a gestante ganha menos de 5 kg e ainda assim tem um bebê saudável. Contudo, essa não é a regra e nem é o recomendado.

1 comentários:

amanda on 15 de agosto de 2011 13:28 disse...

Estou fazendo natação na Cia Athletica com o meu filho e recomendo. Os resultados são surpreendentes!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
 

Gestantes Online Copyright © 2011 Baby Shop is Designed by Monica Souza Sponsored by Eduardo Iorio